Weby shortcut
Logo da FAFIL

Apresentação

Atualizado em 21/07/19 09:50.

APRESENTAÇÃO


A Universidade Federal de Goiás (UFG) foi fundada em 14 de dezembro de 1960, pela lei nº 3834-C, que dispunha em seu Art. 2º, § 3º que o Poder Executivo devia promover, no prazo de três anos, a criação de uma Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras. Pelo decreto nº 51582, de oito de novembro de 1962, foi, então, criada a referida faculdade. O Diário Oficial da União publicou esse decreto em 14 de novembro de 1962.

Com a reforma universitária de 1968, a Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras foi desmembrada, originando o Instituto de Ciências Humanas e Letras (ICHL). A reestruturação administrativa e acadêmica de 1996, por sua vez, fracionou o ICHL e resultou na Faculdade de Ciências Humanas e Filosofia (FCHF). O curso de Filosofia da Universidade Federal de Goiás foi criado e autorizado pela Resolução CONSUNI nº 148 de 26 de junho de 1980 e reconhecido pela portaria do MEC nº 347 de 26 de agosto de 1989. A partir de 8 de dezembro de 2008, através da Resolução CONSUNI nº 42/2008, ocorreu um desmembramento do FCHF que transformou o Departamento de Filosofia em Faculdade de Filosofia (FAFIL).

O curso de Filosofia da UFG tem como objetivo formar professores(as) para a escola de ensino básico (no grau de Licenciatura) e bacharéis em filosofia (no grau de Bacharelado). Deste modo, a capacidade da atuação profissional inclui, principalmente, o magistério em ensino médio, em escolas públicas ou privadas, a docência no ensino superior mediante a formação continuada na pós-graduação, bem como a atuação como pesquisador(a) em filosofia e em áreas que exijam reflexão interdisciplinar e/ou transdisciplinar.

O curso possibilita ao(à) estudante desenvolver suas capacidades intelectivas, por meio do exercício de reflexão, discussão e análise de problemas filosóficos atuais ou que se apresentam ao longo da história da filosofia. Desse modo, o curso de Filosofia tem como uma característica central o estudo de um conjunto de problemas, abordagens (ou teorias) e debates filosóficos perenes, como as clássicas discussões epistemológicas, ontológicas, éticas, políticas e estéticas, para mencionar algumas das grandes áreas da filosofia. Assim, o currículo do curso estabelece uma confluência entre os aspectos temáticos e históricos da discussão filosófica e aparece na gama de disciplinas (obrigatórias e optativas) oferecidas ao longo da formação.

Atualmente, são disponibilizadas 46 (quarenta e seis) vagas anuais em grau não definido para o turno matutino e 50 vagas para o período noturno. As 50 (cinquenta) vagas do curso noturno são destinadas exclusivamente ao Bacharelado, e as vagas do turno matutino contemplam ambos os cursos. Além disso, a faculdade oferta algumas disciplinas optativas para ambos os graus no período vespertino.